7 de nov de 2013

Dialogo

Já passavam das nove horas da noite quando o telefone toca na agência de Banco lá no interior.
- BancoX, boa noite. Em que posso ajudar?
- Boa Noite, aqui é o Sargento Epaminondas. O Alarme da agência está tocando aqui. Está tudo bem por ai?
Um silêncio e o telefone fica mudo alguns segundos.
- Alô, tem alguém ai? Pergunta o Sargento Epaminondas.
- Tem sim. Desculpas, Sargento. Estava olhando se temos algum problema por aqui. Está tudo certo. Acredito que alguém acertou, sem querer, o acionador do alarme.
- Ainda bem, responde o Sargento, foi um susto danado aqui. Qual é mesmo o seu nome?
- Francisco Teodoro.
- Não conheço você. Não lembro de você ai na agência.
- Sou novo aqui. Comecei ontem, por isto o Senhor ainda não me conhece.
- Pode ser. Hoje passei por ai à tarde mas nem tive tempo de  conversar com os funcionários. Passo ai amanhã para conhecê-lo. Boa noite.
- Boa noite Sargento.
No dia seguinte, quando o Gerente chegou na agência, o cofre estava aberto e o dinheiro da agência desaparecido.
A polícia chega e, junto, o Sargento Epaminondas, que foi logo falando:
- Engraçado. Ontem a noite o alarme tocou. Liguei para cá e o Francisco Teodoro atendeu e disse que estava tudo bem. Falou que encostou no acionador do alarme.
- Francisco Teodoro? Nós não temos nenhum funcionário com este nome.
Até hoje a polícia procura pelo Francisco Teodoro e o dinheiro roubado.
Matosinhos Mateus - 07.11.2013

Nenhum comentário:

Comments system

Disqus Shortname