26 de ago de 2008

Sorria! Você está sendo filmado!


Texto publicado originalmente no Overmundo em 10.07.2007 (revisto e atualizado em agosto 2008)

Acompanhado de uma carinha amarela, sempre tem uma mensagem bem emocionante: "Sorria. Você está sendo filmado." A partir deste momento tudo passa a ser monitorado: locais visitados, pessoas com quem encontrou, quando entrou e saiu do banheiro, a marca do chopp.

Do momento em que entra até quando sai do estabelecimento, está tudo registrado por várias câmeras estrategicamente distribuídas.


Qualquer questionamento, a resposta é sempre a mesma: - O conteúdo das câmeras de segurança é protegido por lei, fornecido somente á justiça, por decisão judicial.


No estacionamento, outras câmeras dispostas por todo lado. Elas já captaram as imagens desde a chegada e continuarão a captá-las até a saída. Passa uma sensação de segurança ao mesmo tempo de que alguém está vigiando.


Saiu do estacionamento e vai para a via pública. Entram em cena as câmeras do Sistema Integrado de Vigilância. Em vários pontos da cidade elas estão lá observando. Não monitoram todos os passos, mas é possível saber quem ou quais carros passaram por ali. Tudo registrado. Novamente o sigilo é garantido. As imagens são fornecidas somente com autorização judicial.


Vai ao caixa eletrônico. Quem está lá observando? As câmeras de vigilância novamente. Colocadas de forma a manter o sigilo dos dados do cliente elas observam e registram quem entrou, quanto tempo ficou, quais os movimentos fez, se conversou com alguém. Registram até os momentos de raiva com o sistema que não funciona, o saldo insuficiente ou o cheque especial cancelado.


Quem nunca consultou o Google Earth? Sim, aquele mapa enorme, tridimensional feito por satélites e câmeras poderosas. É usado para localizar lugares em qualquer lugar do planeta, por meio de GPS. Lá embaixo casas, piscinas, carros, estradas. Pensar o que?


Já que estamos falando em GPS, saem as câmeras e entra outra forma de monitoramento. Nos caminhões a mensagem "Veículo rastreado por Satélite". As empresas de segurança usam dispositivos para encontrar caminhões roubados ou fora de rota, com precisão. Mais segurança. Sem perdas.


No ano passado o Contran aprovou o Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav), que prevê a implantação de CHIP nos veículos com informação de RENAVAM, placa, número de chassis para implantar ações de combate a roubo e furto de automóveis e cargas, além de administração do controle de tráfego.


Em cena, outra tecnologia: RFID (Radio-Frequency IDentification ou Identificação por Rádio Freqüência). E esta tecnologia vai ainda mais longe. Com as etiquetas RFID, quando você chegar ao caixa e a “mocinha” eletrônica vai identificar você e todos os seus produtos, em segundos: “- Boa tarde, seu José. Suas compras, num total de 123 itens, somam 1290 reais e trinta e dois centavos.” “- Seu José? Como 123 itens? Nenhum item foi passado no “scanner” do caixa?”. Você, sem entender nada mesmo, paga com seu cartão de crédito e vai embora.


Como uma verdadeira Lenda Urbana, dia a dia os sistemas de monitoramento ficam cada vez mais eficientes. GPS, nas ruas, nos shopping, nos condomínios, localização por meio da rede de telefonia celular (GPRS), CHIP (RFID) nos carros.


Privacidade mesmo, só dentro de casa, se você não ligar o MSN.


Nenhum comentário:

Comments system

Disqus Shortname